Política

Vereadores de Formiga-MG aumentam salários, moradores pressionam e reajuste foi revogado. População agora quer reduzir o salário dos vereadores dos atuais R$ 6.491,28 para R$ 2.000.

Foi sancionada nessa quinta-feira (23) pelo prefeito Eugênio Vilela (PP) a revogação do aumento de 6,58% nos salários dos vereadores de Formiga, no Centro-Oeste de Minas. Após sofrerem uma forte pressão popular, os parlamentares decidiram cancelar, durante reunião plenária realizada na última segunda-feira, o reajuste que havia elevado seus vencimentos de R$ 6.491,28 para R$ 6.918,41. Como o Aparte informou, esse aumento na remuneração havia sido concedido aos parlamentares, por 7 votos a 2, na última semana.
a
Do início ao fim, a sessão ordinária contou com clamores de centenas de populares, que pediram que a revogação ocorresse. Adrimara Duarte, uma das representantes do movimento Todos por Formiga – que fiscaliza o mandato dos parlamentares –, fez uso do microfone do plenário e cobrou que os vereadores tivessem responsabilidade. Ela afirmou que o país está em crise e que a prefeitura está quebrada para conceder reajuste aos servidores públicos, que ganham um salário mínimo, mas não para elevar a remuneração dos políticos.
a
“O valor de R$ 5.000 não dá para vocês sobreviverem, senhores? R$ 5.000 é muito pouco para vocês, queridos? E se não tivesse salário?”, questionou Adrimara Duarte. Vários outros eleitores de Formiga tomaram conta do plenário da Câmara e exerceram forte pressão nos parlamentares, gritando palavras de ordem, como “revoga, revoga” e “vergonha, vergonha”.
a
Diante dos pedidos dos moradores, algo inusitado ocorreu. Em menos de duas horas, na própria segunda-feira, um projeto de lei pedindo a revogação do aumento acabou sendo aprovado em três comissões e aprovado em primeiro e em segundo turno por unanimidade.
a
Resultado diferente da última semana, quando somente Cabo Cunha (PMN) e Joice Alvarenga (PT) haviam se posicionado contrários ao reajuste de 6,58%. Os parlamentares que mudaram de opinião foram: Piruca (PSL), Mauro César (SD), Flávio Couto (PSC), Marcelo Fernandes (PCdoB), Flávio Martins (PSC), Sidney Ferreira (PDT) e Sandrinho da Looping (PDT). A presidente da Câmara, Wilse Marques (PP), não vota.
a
Com esse resultado, os moradores presentes em plenário comemoraram entoando o hino de Formiga e com os gritos de “o povo unido jamais será vencido”. Mas, mesmo com essa celebração, o movimento Todos por Formiga dá indicativos de que novas mudanças precisam ocorrer no Legislativo. Nos próximos dias, eles devem pedir ainda mais a diminuição dos salários dos vereadores dos atuais R$ 6.491,28 para R$ 2.000. Além disso, os populares querem pedir a redução das diárias de viagens da Câmara. (Fransciny Alves).

Leave a Reply

Theme by Anders Norén