Notícias gerais

Anomalia jurídica: Jurista espanhol Javier Garcia, professor titular na Universidade de Manchester, sobre as atitudes de Gilmar, do STF: "Essa situação é totalmente impossível de ocorrer na Inglaterra."

A anomalia jurídica Gilmar aos olhos de um jurista europeu

 

Acabei de entrevistar o jurista espanhol Javier Garcia Oliva, professor titular da Faculdade de Direito da Universidade de Manchester e responsável pelas aulas de “Introdução ao Direito e Método da Espanha” em Oxford.

Pedi que ele analisasse um caso hipotético, que viesse a ocorrer na Inglaterra.

Um Ministro da Suprema Corte vai até a casa do Primeiro Ministro, que está sendo alvo de um processo, anuncia para a imprensa que é seu amigo e adianta linhas de defesa para ele.

O jurista sorriu incrédulo, julgando que fosse uma pegadinha:
– Não tenho a menor condição de analisar. Essa situação é totalmente impossível de ocorrer na Inglaterra.

Comentários


O máximo poder real (de verdadeiro) e seus instrumentos

Isso se chama PODER. Máximo poder.

Mas ele não está em Gilmar Mendes, está na Globo e suas afiliadas, Veja, Folha, Estadão, Band e cia.

Eu diria até que Gilmar quase não tem poder. Seus pés são de cristais. Gilmar Mendes tem coragem, não poder.

Ele tem coragem para seguir em frente no espaço aberto pelo poder da grande mídia, leia-se Globo. Ela é o farol, Gilmar o intrépido navegante que ousa seguir em frente.

Se o farol deixar de iluminar o caminho e lançar suas luzes sobre GM, ele derrete como as asas de Ícaro. E cai, não por falta de coragem, mas de poder. Ele é incapaz de se manter em pé, caso ouse enfrentar o verdadeiro e maior poder no Brasil.

O poder do monopólio das comunicações.

Seria possível entrar com uma

Seria possível entrar com uma ação popular contra um ministro do supremo?

Motivos para denunciar Gilmar não faltam. Abuso de poder é só o invólucro de muitas outras barbaridades cometidas por este senhor.

imagem de Silvério

Silvério

Ficha Corrida

imagem de maria rodrigues

maria rodrigues

Serjão postou Dona Matilde no

Serjão postou Dona Matilde no vídeo, defendendo Dilma e Lula. São depoimentos como o de Dona Matilde que fazem a diferença, porque são naturais, externados do espirito de quem viu um dia alguém se preocupar com seu destino. Por menores que tenham sido os favorecimentos dos governos petistas para essa gente tão sofrida, tem-se em conta é outra realidade: que, como diz Lula, “nunca antes nesse Brasil se vi um governo empenhado em ajudar aos pobres”.

imagem de j.marcelo

j.marcelo

Nassif estes caras não

Nassif estes caras não aguentam confrontos,uma hora a casa cai,veja o Aécio,demora, mas no mínimo são desmoralizados,os bons no judiciário são uns 95 por cento,o problema é q na linha de frente sempre colocam os corporativistas e nada santos,vide presidente do senado e o anterior presidente da câmara !

A anomalia jurídica Gilmar aos olhos de um jurista europeu

bastaria apenas um dos atuais 7 (de um total de 13) indicados por Lula/Dilma atuar em defesa da Democracia, para que o quadro atual fosse completamente outro.

num STF em que Gilmar Mendes age como o dono do poder Judiciário, o Ministro Barroso deveria ter sido o contraponto “civilizatório”.

como bem poderia dizer o Ministro Barroso:

“Meu Deus do céu! Este STF é o guardião de nossa Constituição. A Justiça morreu, porque nós temos um Judiciário que não tem um mínimo de legitimidade democrática. É um sistema em que o cidadão  não tem de quem cobrar e os seus membros não tem a quem prestar contas. Não pode funcionar!”

mas a postura do Ministro Barroso é um notável exemplo de uma plutocracia sem qualquer característica notável. o Ministro Barroso se tornou, por inegável mérito próprio, o representante perfeito de uma elite irrecuperável em sua total incompetência em comandar este país.

um STF com Gilmar Mendes como seu donatário, e Alexandre Moraes como seu herdeiro, é a prova de não mais existir mais nenhuma possibilidade de futuro para o Brasil que passe pelas atuais instituições.

como não restou pedra sobre pedra, o Brasil será reconstruído do zero.

“Pedra por pedra reconstruiremos a cidade.Casa e mais casa se cobrirá o chão.Rua e mais rua o trânsito ressurgirá.Aqui se chamavae se chamará sempre Stalingrado.– Stalingrado, o tempo responde.”Telegrama de Moscou – Carlos Drummond de Andrade.

Leave a Reply

Theme by Anders Norén