Economia, Notícias gerais, Política

Economia: Governo Temer manipulou dados de crescimento; fato foi saudado em manchetes de todos os jornais e ajudou a reforçar a ideia de que o país está à beira da recuperação.

Governo Temer manipulou dados de crescimento

ter, 18/04/2017 – 16:35
Atualizado em 18/04/2017 – 19:00
Luis Nassif

Tudo o que a imprensa criticava – com razão – na manipulação dos índices estatísticos do governo Cristina Krischer, começa a ser praticado pelo governo Michel Temer.

Esta semana, o governo acenou com três boas notícias: a melhoria no índice PMC (Pesquisa Mensal de Comércio) e PMS (Pesquisa Mensal de Serviços), medidos pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e do IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central).

O fato foi saudado em manchetes de todos os jornais e ajudou a reforçar a ideia de que o país está à beira da recuperação, e esse movimento poderá ser comprometido pela não votação da reforma da Previdência.

Trata-se de uma manipulação que compromete a imagem do órgão, presidido pelo economista Paulo Rabello de Castro.

A pesquisa se baseou em estudos que alteraram as ponderações dos diversos segmentos de comércio e serviços. O correto seria refazer as duas séries a partir de 2014, com a nova metodologia. Seria a maneira correta de calcular as variações de janeiro e fevereiro.

Em vez disso, o órgão só refez 2017. Trata-se de manipulação ampla, anti-científica. Comparam-se dados de 2017, com a nova metodologia, com dados de 2016, com a metodologia antiga. É o mesmo que comparar maçãs e laranjas. E tudo isso sem avisar ninguém, sem apresentar os dados. Apenas hoje, terça, haveria uma coletiva para anunciar as mudanças.

Como os dois índices entram na composição do IBC-Br, este índice também sofreu os efeitos da manipulação.

Como há técnicos sérios no IBGE, provavelmente começaram a trabalhar na reconstrução das séries a partir de 2014.

Leve-se em conta que é a terceira instituição pública, de produção de dados e analises, a sofrer manipulação por parte de dirigentes colocados pelo esquema Temer. A segunda é o IPEA. A terceira, a EBC, com esse jornalista inacreditável, Laerte Rímoli.

 

Comentários

Rei

MAS AQUI, A MANIPULAÇÃO CONTA COM A IMPRENSA!!!

ter, 18/04/2017 – 18:02

A manipulação é tão grosseira que salta aos olhos de qualquer um que lê essas matérias… o jornalista parece até ter escancarado propositadamente a manipulação para quealquer um poder perceber… sem, é claro, escrever que o governo estava manipulando os dados.

TRECHOS:”O BC revisou o dado de janeiro de uma queda de 0,26% para uma alta de 0,62%. Isso reflete uma revisão intensa dos dados referentes a janeiro nos setores de serviço e comércio divulgados pelo IBGE se deu por causa de uma mudança metodológica que segue as normas internacionais.””o IBGE informou que o varejo brasileiro registrou expansão de 5,5% em janeiro, na comparação com dezembro, em vez da retração de 0,7% que havia sido anteriormente informada. Nesta quinta-feira, o instituto revisou o número de janeiro para o setor de serviços, de uma queda de 2,2% para uma alta de 0,2%.””O BC revisou o dado de janeiro de uma queda de 0,26% para uma alta de 0,62%.” O impacto nos números está muito forte… agora algumas dúvidas devem ser esclarecidas:1-QUAL A RAZÃO DE TAL MUDANÇA?2-POR QUE FOI ESCOLHIDO LOGO ESSE MOMENTO DE INSTABILIDADE PARA ISSO?3-QUEM MANDOU? DE QUEM FOI A IDÉIA?4-QUE “PADRÃO INTERNACIONAL” FOI ESSE? ADOTADO ONDE?5-NÃO HOUVE AVISO PRÉVIO DAS MUDANÇAS?

 
Marcos Antônio

Demorou para ser

ter, 18/04/2017 – 19:43

Demorou para ser descoberto…

As federações de indústrias falam em crescimento todo mês!

E o salário, ó…

 
Fr@ncisco

Tá Feia a Coisa, hein Gavião? Já Foi Melhor, Merdal…

ter, 18/04/2017 – 19:15

Faz mais de ano que não assisto a jornalísticos “propaganda política fora de hora” dos nossos órgãos de desinformação, sobretudo da Globo.

Ontem, na casa de amigos, assisti a metade final da propaganda política da Globo, o JN, e chamou-me a atenção, critica feita a omissão e subtração de informações pela polícia de Pernambuco, em determinada região, e o destaque ao protesto das associações de jornalistas e de órgãos de informação, em defesa da informação e da liberdade de imprensa.

Ao mesmo tempo, no mesmo JN, escandalosamente subtraiam informações sobre a delação dos US$40 milhões transacionados no escritório político de Temer, no Alto de Pinheiros, conforme confirmado pelas pessoas amigas que assistiram a parte inicial do JN.

Ao final, estrategicamente surgem informações sobre os sinais de crescimento da economia, amparadas pelos sempre presentes especialistas de estoque de prateleira. De pronto pensei, tem jeito de manipulação atendendo a necessidade de fazer-se a publicidade necessária, em formato notícia, que o pior passou e agora as reformas precisam ser feitas para não piorar novamente.

Pelo jeito, a manipulação não durou um dia.

Mas tenham certeza, os órgãos de desinformação levarão o blefe em frente, na maior cara de pau, sem contar o escancarar, cada vez mais vergonhoso da ausência de novas pesquisas para presidente, do Ibope e do Datafolha, que pelo andar da carruagem Vox, tão cedo não serão feitas ou se feitas, manipuladas tal qual os índices econômicos.

Leave a Reply

Theme by Anders Norén