Economia, Educação e Saúde, Geral, Notícias gerais, Política

Cuba decidiu interromper participação no Programa Mais Médicos devido "as referências diretas, depreciativas e ameaçadoras aos médicos cubanos" feitas por Bolsonaro; Programa atendeu mais de 113 milhões de pacientes, em mais de 3.600 municípios. Mais de 700 municípios tiveram um médico pela primeira vez na história

Cuba abandona o programa Mais Médicos, em protesto contra Bolsonaro

Fotos: ABr | Reuters

Comments are Closed

Theme by Anders Norén