Organizadores de ato por Diretas Já refutam imprensa e dizem que não vão barrar partidos

Imagem: Divulgação
a
Jornal GGN – Por meio de nota, os organizadores do ato SP pelas Diretas Já afirmam que, “em nenhum momento”, pretenderam excluir movimentos ou partidos do seu ato, criticando o sensacionalismo da imprensa.
a
Matéria publicada pelo Estadão na última quarta-feira (31) afirma que “artistas organizam ato por ‘diretas já’ sem partidos e sindicatos” e que o objetivo dos organizadores é fazer um “movimento independente de partidos para ampliar o leque de apoio”.
a
A nota da organização do evento afirma que a participação de “todas e todos que estejam alinhados à causa das Diretas” é fundamental para manifestação e que a ideia é envolver diversos setores da sociedade em torno da pauta, incluindo os partidos.
a
O ato SP pelas Diretas Já está marcado para o domingo (4), no Largo da Batata, na zona oeste da capital paulista, e terá nomes como Mano Brown, Tulipa Ruiz, Emicida, Paulo Miklos, Pitty, Maria Gadú, além de cerca de 40 blocos de carnaval.
a
Leia mais abaixo e saiba mais sobre o evento aqui.
a

Nota

Nós, organizadores do ato ‘SP pelas Diretas Já’, respeitamos a representação e a luta dos partidos políticos engajados pelas Diretas Já e o papel primordial dos mesmos na construção e na defesa da nossa democracia.

Em nenhum momento falamos em barrar ou excluir qualquer movimento do nosso ato, como foi publicado com sensacionalismo, em matérias na grande imprensa. Pelo contrário: achamos fundamental para a relevância da nossa manifestação a participação de todas e todos que estejam alinhados à causa das Diretas.

O que estamos propondo é uma nova linguagem: a partir de uma convocação da manifestação feita por artistas, mídia ativistas e grupos culturais, queremos estimular e envolver diversos setores da sociedade, inclusive os partidos, em torno dessa pauta urgente e que nos une.

Faremos um ato político com arte onde as falas dos movimentos sociais e culturais que acontecerão ao longo do domingo vão abordar as Diretas Ja e outras pautas nacionais de oposição ao desastroso governo Temer.

Reiteramos nosso convite para que todas e todos participem e se manifestem da maneira que desejarem para ocupar o Largo da Batata e fazermos um ato histórico, digno do espírito democrático e inovador da nossa querida cidade.