Ministro anuncia que Temer vai acabar com o Bolsa Família até abril

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – Mais um ativo dos governos eleitos pelo povo será queimado na gestão Michel Temer, segundo informação divulgadas por um de seus ministros, Osmar Terra, responsável pela Pasta que gerencia o Bolsa Família. De acordo com reportagem de O Globo, o programa criado por Lula será rompido até o final de abril, quando Terra abandona o cargo para disputar a eleição.

A desconfiguração, segundo a notícia, será total. A começar pela criação de condicionantes que dificultarão o acesso das famílias ao benefício.

Pela ideia do governo Temer, o beneficiário terá de colocar os filhos em um estágio em empresas privadas no segundo turno escolar. Quando criado, o programa condicionava as famílias apenas a manter as crianças estudando, com comprovante de frequência. Além da questão da renda mínima, cobrava, também, acompanhamento dos pequenos na área da saúde.

Além de exigir que as crianças trabalhem, o governo Temer quer que os pais façam trabalho voluntário para compensar o recebimento da bolsa.

Para dizer que promove algum avanço no projeto, o governo Temer quer aumentar em R$ 20 o valor da bolsa. O programa mudará de nome e passará a se chamar “Bolsa Dignidade”.

Com essas mudanças, Temer espera propagar que acabou com o caráter “assistencialista” do Bolsa Família.

Leia mais:

Da Revista Fórum

Ministro de Temer anuncia que governo deve acabar com o Bolsa Família

O governo Temer planeja acabar com o programa social que beneficia 13,8 milhões de famílias e alterar seus princípios. Segundo o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, o novo nome será “Bolsa Dignidade” e as famílias deverão receber R$ 20 a mais, desde que realizem trabalho voluntário.
a
Uma reunião na próxima terça-feira (13) deverá decidir sobre as mudanças. Como o ministro deixará o cargo até abril para buscar sua reeleição à Câmara dos Deputados, tudo deverá ser concluído neste mês. As informações são do jornal O Globo.
a
Além do trabalho voluntário, o governo planeja que os beneficiários só recebam a bolsa se cumprirem condicionantes. Uma delas é que os filhos dos beneficiários façam estágio em empresas privadas no segundo turno escolar.
a
Assessores do Planalto estariam animados com desfiguração do Bolsa Família, que deixaria de ser “assistencialista”. O novo programa terá como objetivo “comprar o ócio do beneficiário, em vez de pagar o ócio”, nas palavras deles.
a
O governo Temer parece desconhecer estudos como o da socióloga Walquiria Leão Rego e do filósofo italiano Alessandro Pinzani, que entrevistaram 150 mulheres beneficiárias do programa. O resultado está no livro Vozes do Bolsa Família (editora Unesp). Segundo os pesquisadores, o programa enfraqueceu o coronelismo e rompeu a cultura da resignação. Outro aspecto positivo foi transformar a vida de milhares de mulheres, que são quem recebe o cartão.
a
O Bolsa Família é uma das principais marcas do governo Lula, criado em 2003. Outro reflexo positivo foi ter levado o Brasil a sair do Mapa da Fome das Nações Unidas. O Brasil reduziu em 82,1%, entre 2002 e 2014, o número de pessoas subalimentadas. O programa já foi elogiado pela ONU, o Banco Mundial e Fundo Monetário Internacional.
a
a
===============================

Comentários

a

Pelo que eu entendi

O governo ajudar a sustentar uma família tira-lhe a  dignidade.

Só é digno quem se vende ao novo programa e trabalha quase de graça para o governo em troca de uma esmola?

Comparação –

Minha vizinha viúva tem filhos pequenos pra criar e está desempregada.

1- Eu ajudo a vizinha com uma marmita  se ela vier limpar a minha casa, lavar minha roupa e ficar o dia todo- (programa Bolsa Dignidade)

Ah!, também posso dar umas roupas usadas.

Ilustrando a benesse:

limpeza frigideira suja

2- Eu dou pra vizinha um salário mínimo por mês para ela montar um negócio ou, pelo menos não passar fome enquanto seus filhos crescem (programa Bolsa Família)

Ilustrando a benesse:

aConjunto De Panelas 13 Peças Teflon Com Antiaderente

O que a vizinha prefere:

a

a

O blá blá blá da

O blá blá blá da pescaria….

Uma falácia esse paradigma surrado do “ensinar a pescar”

Isso não existe nem mesmo em paises onde as oportunidades são iguais para todos, estou me referindo a paises escandinavos.

Falar que uma criança faminta não precisa de ajuda do Estado para seguir seu curso, é de uma má fé sem tamanho.

 a
imagem de Bibi

Bibi

Acho legal a ideia do

Acho legal a ideia do estágio, meu primeiro emprego foi um estágio aos 13 anos na caixa econômica, minha mãe era viúva e ajudou muito .
Não morri nem me deu pereba por trabalhar cedo, claro sei que as leis mudaram para a questão da idade.
A coisa e ensinar a pescar e não dar o peixe, hoje em dia nos Estados Unidos tem tanta gente que só vive de ajuda; e eles não se superam somente se tornam mais pacatos e mais exilados da sociedade e o nível de deprê e bem alto.
Realmente acredito que ter acesso a cursos profissionalizantes gratuitos e a estágios pode fazer a diferença no futuro de um cidadão de baixa renda.
Outro ponto crucial são leis mais severas para quem vender oferecer ou aliciar menores de idade ao tráfico e a outros crimes,porque com certeza tantos talentos se perdem por estes caminhos.
Acho que trabalho não mata ninguém até faz bem pra saúde e realiza a pessoa,ninguém da muito valor ao que e de graça.

a

Acho que você não conhece a

Acho que você não conhece a realidade do país que você reside: como uma criança do sertão profundo do Brasil vai estagiar se nem empresa existe em lugares assim? Essa ação pode até ser adotada em lugares maiores mas é totalmente inviável na maior parte do Brasil rural. A clara intenção é mesmo acabar com o programa e jogar os pobres ao relento.

a

Incrível !

Esse pessoal do PSDB não sabe criar nada !!!

Só sabem destruir o construído:

Privatizar e ficar com a metade do dinheiro ?

Quem votar nesse partido, não merece o país !

Fora canalhas ! Vão para Portugal , Espanha ou à PQP , se preferirem. Aqui não é o lugar de vocês , já que não são brasileiros.

a

Bolsa Curral

Bolsa Curral

“Voto de cabresto. O voto de cabresto é um sistema tradicional de controle de poder político através do abuso de autoridade, compra de votos ou utilização da máquina pública. É um mecanismo muito recorrente no interior do Brasil como característica do coronelismo.” (wikipedia)

A volta do clientelismo e do uso da máquina pública para ampliação do poder politico…

O PMDB é um partido dos grotões, inclusive quando a elite regressista se viu na eminência de o PT substituir o PMDB em tal papel, tratou de sacar da cartola a farsa do mensalão: é disso que trata essa medida de Temer sobre o BF: poder….

Uma pena que esta decisão do governo golpista não tenha sido abordado com a profundidade que o assunto merece, vou pinçar alguma coisa por alto

1- é sabido por A mais B que o governo golpista, desde o primeiro momento, desmontou o estado e, em seu lugar, começou a montar um sistema que lhe permita a enternização no poder, ou seja, a mexicanização deste pais

2- é sabido por A mais B que o Bolsa Familia foi um programa que rompeu com o clientelismo ao colocar nas mãos da mulher o direito de sacar e gerenciar seu montante junto a CEF sem ter que pedir benção ao lider politico local

Com essa medida de Temer, isso acabou, pois para receber o pequeno valor, os seus beneficiários terão que pedir benção ao prefeito, imagina só se a senhora que não vota nos candidatos do prefeito vai ter acesso ao programa….

Este tema precisa ser aprofundado, que tal um mutirão para levantar dados, bem como convocar os estudiosos do programa, bem como gestores como Tereza Campelo

Temer transfere ao PMDB uso de verba contra a seca

http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2016-08-18/michel-temer-transfer

O governador Camilo (PT-CE) critica decisão de Temer sobre DNOCS

https://www.brasil247.com/pt/247/ceara247/250617/Camilo-critica-decis%C3

a

criado como esmola (FHC)…

unificado como investimento em educação e saúde (Lula e Dilma)

e agora vinculado ao mercado de mão de obra barata (Temer), mesmo sabendo que a idade da grande maioria dos atendidos vai de 0 a 17 anos sendo a presença constante dois pais um fator fundamental

 a

Deveria passar a se chamar de Bolsa Curral…

Deveria passar a se chamar de Bolsa Curral….

Volta o uso dos programas sociais como voto de cabresto

“as famílias deverão receber R$ 20 a mais, desde que realizem trabalho voluntário.”

…desde que virem cabos eleitorais do MDBosta… deveriam mudar o nome para BC, o Bolsa Curral, pois é disso que se trata, senão vejamos:

…o uso do BF para angariar votos sempre existiu mas, para evitar que isso ocorresse, Lula tomou importantes medidas, como por exemplos o saque através do cartão magnético, a mulher e não o marido como gerenciador do benefício….gestores independentes etc.

….é claro que, as lideranças politicas locais, embora não com tanta facilidade, tem usado o BF como moeda de troca eleitoral, o problema é que, com o golpe, esse mau uso será amplificado milhares de vezes e, agora, com participação direta do governo central: era uma vez um pais republicano…

seguem links

Clientelismo e proteção social no nordeste

http://observatorio.faculdadeguanambi.edu.br/wp-content/uploads/2015/04/…

Coronelismo e indústria da seca no nordeste

http://www.professorescolastico.com.br/2012/04/leia-amanha-industria-da-…

a
imagem de jose antonio santos

jose antonio santos

chocado mas não surpreso

Essa a cara da verdadeira direita.

Pobre não tem direito a nada, nem a dignidade, nem a liberdade, nem a sonhar.

É de uma cretinice tão grande que que custa a acreditar.

Ainda acreditam que os garotos vão conseguir estagio nas empresas.

São muito poucos os estagios, só um cretino que nunca pesquisou o assunto não sabe disso.

Eu tenho um exemplo na familia, universitario querendo um estagio. Nada até agora!

Um filho de uma amiga está concluindo o curso universitario e nada de poder estagiar.

Resumo: A esquerda só não ganha a eleição se for muito incompetente.

 a
imagem de naldo

naldo

È a velha visão escravocrata

È a velha visão escravocrata da elite podre:

pra receber uns caraminguás do governo o cidadão tem que trabalhar de graça e ainda colocar os filhos menores em “algum estágio”, que é eufemismo para trabalho infantojuvenil mal remunerado.

Já para a elite TODOS financiam-lhes as faculdades, principalmente as de medicina, gratuitamente, e não lhes é exigido nada.

Brilhante!