Patrocinadores de evento nos EUA bancaram Moro e Barroso, enquanto Dodge levou marido e recebeu da União

Foto: Agência Brasil
a
a
Jornal GGN – Raquel Dodge viajou às custas da União para participar de um simpósio nos Estados Unidos, onde também estiveram Sergio Moro e Luís Roberto Barroso. A procuradora-geral da República recebeu do Ministério Público o valor das passagens e mais um total de R$ 11,2 mil por 7 diárias. No evento em Harvard, ela palestrou por uma hora. Já Moro e Barroso foram custeados por “patrocinadores”.
a
A reportagem de Severino Motta, no BuzzFeed, não especificou o valor das despesas de Moro e Barroso, mas relatou que Dodge levou o marido na viagem. Para justificar a decisão, a Procuradoria informou que “por questões de segurança”, Dodge não pode viajar sozinha e achou que sairia mais barato levar o marido no lugar de um assessor.
a
Como acompanhante de Dodge, o marido Bradley Dodge não recebeu diárias, apenas as passagens, que foram reembolsadas pela procuradora-geral, no valor de R$ 5,2 mil. Qualquer assessor do MPF teria direito às diárias.
a
O Buzzfeed também revelou que Moro e Barroso não foram bancados pela União, mas pela Associação dos Juízes Federal do Rio de Janeiro e Espírito Santo, que custeou as despesas do juiz e do ministro com “recursos do próprio simpósio, captado por meio de patrocínios e apoiadores”.